close

Um sim à estampagem, um sim à elegância

A elegância tem muitas formas de se expressar, mas no mundo da impressão tem um nome inequívoco: estampagem. Qualquer embalagem, cartão, capa ou etiqueta que jogue com este acabamento dá cartas, elevando irremediavelmente o produto ao patamar da distinção, do luxo e da exclusividade.

 

A técnica não é simples. Trata-se de uma equilibrada combinação entre calor, película de estampagem, gravação e relevo da matriz, que permite obter um efeito único. O sistema consiste numa película de cor que é transferida e fixada no papel através do calor libertado por uma matriz feita de zinco ou outro metal idêntico. A matriz é aquecida e pressionada contra a película sobre o suporte escolhido, transferindo a camada de cor com a forma desejada, correspondente ao alto-relevo da matriz.

Há centenas de cores disponíveis, com acabamento brilhante, mate ou até transparente, mas o setor do luxo parece ter preferência pelas películas metalizadas em ouro e prata. Seja qual for a cor escolhida, a estampagem a quente conferirá um toque de qualidade e requinte a qualquer artigo que a ostente. Por isso é uma aposta segura para marcas e produtos em que o elemento diferenciador seja a alta qualidade.

 

São muitos os exemplos de produtos ou serviços de gama alta que incorporam esta técnica em embalagens, cartões de visita, folhetos, etiquetas, revistas, pastas ou até em logótipos. Por vezes, a sua utilização é limitada a eventos, lançamentos ou produtos especiais, precisamente para destacar que se trata de uma ocasião única ou de um produto exclusivo.

Parece evidente que a estampagem a quente potencia a categoria do produto. Mas não é tudo. O papel escolhido e, sobretudo, o processo criativo contribuem também para o sucesso do acabamento final. Com uma vantagem assinalável: a técnica da estampagem a quente adapta-se a qualquer tipo de papel, seja estucado, verjurado, offset, kraft, pelo que as possibilidades disponíveis para conseguir o efeito desejado são inúmeras.

 

São vários os exemplos de projetos executados com papéis Fedrigoni que comprovam que a estampagem a quente -seja em offset ou impressão digital, uma modalidade que abre caminho com firmeza por facilitar a execução da técnica do relevo a seco com matriz- pode ser o segredo para conseguir aquele efeito requintado que elevará o produto ou serviço à categoria de Premium ou de luxo.

 

O nosso mostruário de papéis está disponível para que se possa lançar no mundo da estampagem! Peça-nos o que precisa aqui!

 

Créditos dos projetos apresentados (por ordem de apresentação)

Imagem de cabeçalho
Design: Degrau
Papéis Fedrigoni utilizados: Materica Acqua 120 gStucco Tintoretto Gesso 120 gArcoprint Milk Edizioni 1.5 White 100 g

Design: Iglöo Creativo para o gabinete Ferraz
Papel utilizado: Sirio Black de 700 g

Design: El Calotipo para Pied à Terre
Papel utilizado: Sirio White 700 g

Design: Wonton para Omán Impresores
Papéis utilizados: Materica Verdigris 250 g, Materica Pitch 120 g e 250 g

Design: El Calotipo
Papel utilizado: Sirio White de 700 g

Design: Raquel Torres
Papéis utilizados: Materica 250 e Arcoprint 100 g

Design: Atipus para o vinho Rojalet da Celler Masroig
Papel utilizado: Manter Tintoretto Gesso

Design: Blou and Rooi para Abant Joiers
Papéis utilizados: Sirio Color Sabbia e Sirio Pearl

Design: Meteorito Estudio para Secretos del Agua
Papel utilizado: Materica

prev next