close

Essentials da impressão: Sistemas de impressão (I)

Depois de falarmos de papel e todas as suas características durante as últimas semanas, no “Essentials da impressão” iniciamos um novo capítulo onde iremos falar sobre sistemas de impressão, já que na Fedrigoni Club nos propusemos a ajudá-lo a tirar o máximo partido do seu projeto gráfico, para que possa imprimi-lo e rentabilizá-lo com toda a sua criatividade, nos papéis de alta qualidade fabricados em Itália pela Fedrigoni.

Dentro dos sistemas de impressão, a primeira grande divisão que podemos fazer é a partir dos sistemas “com forma de impressão” (dos que iremos falar hoje aqui neste texto) e os “sem forma de impressão”.

Os sistemas com forma de impressão são aqueles em que para que a imagem se imprima sobre o suporte há-de ser desenhado primeiro sobre outro suporte com o nome de “forma de impressão” mas que também se pode chamar matriz, ao que se aplica a tinta para que logo seja transferida. Estes sistemas requerem um custo inicial fixo, o que comporta que seja mais rentável quanto maior seja a tiragem.

Dentro deste sistema encontramos:
Planográfico: As zonas impressas e as não impressas encontram-se ao mesmo nível;
Relevo: As zonas impressas encontram-se mais elevadas que as não impressas;
Baixo relevo (gravação): As zonas impressas encontram-se mais fundas que as zonas não impressas;
Direto: A forma impressa acerta diretamente no papel para a transferência;
Indireto: A forma impressa transmite a imagem a outro suporte (por exemplo a uma borracha/molde) para posteriormente transferir sobre o papel.

prev next